Home » » [Review Manga] Capítulo 557

[Review Manga] Capítulo 557

Jokey Boy

Acabámos o capítulo passado totalmente à nora, e a perguntar-nos: Jokey Boy? O que será isto? E bem, esperamos, e esperamos bem, que o Kishimoto-sensei apresentou-nos uma técnica de deixar o queixo caído a qualquer um, até ao pobre do Gaara, mas esse foi por razões diferentes...
O Mizukage surpreende tudo e todos, e apresenta-nos a sua máxima força. Com a explosão de água que desmorona o covil que o Kazekage o tinha encurralado, o Edo-Tensiano cria uma espécie de clone extremamente rápido, com o vapor de água arrefecido da sua técnica, e com poderes devastadores. Este clone é rodeado por óleo e todas as entranhas do seu corpo estão ocupadas por água, que consegue facilmente aumentar ou diminuir a sua temperatura, e, por exemplo, quando o Jokey Boy se movimenta, a temperatura aumenta o que provoca a evaporação da água armazenada, aumentando simultaneamente a pressão dentro do mesmo. E se pensarmos, então, que esta técnica só pode ser realizada uma vez, sendo, então, muito limitada, enganamo-nos, porque após a explosão da água em vapor, ocorre a sua condensação e o clone é regenerado e está pronto para atacar de novo.
O Oonoki, condicionado pela falta de chakra e pela idade, limita-se a demonstrar sabedoria, e a explicar tudo ao jovem Gaara e ajudantes de como agir melhor. Assim, procurar o verdadeiro corpo do Ex-shinobi de Kiri torna-se essencial, visto que esta técnica o torna extremamente venerável.
Encontrado o corpo, e prestes a ser selado, o Mizukage continua a usufruir do seu trunfo, não se deixando derrotar facilmente. Torna-se tudo muito mais complicado, após o desafio do Mizukage, que pretende dar o seu máximo para que os seus descendentes não fiquem mal, quando lutarem com o inimigo a sério. Assim sendo, como derrotar o primeiro oponente a duzentos por cento?
Subestimado pelo Edo-Kage, Gaara mostra que não é um "ovo ordinário", protegendo tudo e todos das explosões do Jokey Boy, com a sua defesa absoluta, ficando ele, pensava o Mizukage, vulnerável aos ataques do seu poderoso clone. Contudo, Gaara é o "ovo dourado" que todos conhecemos, e consegue safar-se do ataque com um clone de areia. Após isto, o verdadeiro Gaara prende o problema com a sua areia e, desta vez, não vemos qualquer resistência significativa do lado contrário. Pois bem, não foi a areia do Kazekage que num raio de inspiração descobriu a fórmula química da força, mas sim o nosso ruivo que andou a estudar bem os elementos da Tabela Periódica, isto é, usando o ouro das técnicas do seu pai, Gaara construiu aquele clone de suposta areia, que se infiltrou no corpo do Jokey Boy, que aqueceu, atingindo o seu ponto de fusão (passagem do estado sólido ao líquido) e causou sérias dificuldades ao movimento do mesmo devido à sua elevada densidade. E, o brilhantismo do plano do Kazekage não fica por aqui: o ouro impediu que o clone pudesse explodir mais, pois o ouro  é um metal excelente condutor de energia térmica, o que fez a sua temperatura baixar e evitou a evaporação da água que originaria mais uma devastadora explosão.
A luta finalmente acabou, Naruto aproxima-se... Terá ele algo a dizer ao Golden Egg?

 
Arte: 9/10. Como é habitual, grande rigor e cuidado no capítulo. Desenhos de imensa qualidade; no desenho é claramente perceptível a consistência de cada técnica apresentada. E neste capítulo temos umas boas quantas.


Desenvolvimento do Plot: 7/10. Mais uma luta acaba. Uma grandiosa luta, e das mais complicadas até agora, a par com a do Raikage. Nada de novo é sabido, mas o seu fim abre portas para uma nova cena, que, quem sabe, nos trará novas surpresas?

Personagens: 7/10. Mostrou bastante dos poderes do Kazekage, que mostrou ser digno do cargo e, pelo menos para mim, deixou de fazer parte do elo mais fraco do núcleo dos Kages. A guerra está a fazê-lo crescer, num bom sentido. Mostra-se também bastante do Mizukage, que afinal não era um shinobi tão mau e mostra importar-se com a sua descendência.

Highlights: 8/10. Este capítulo tem dois pontos altos: o ataque do Mizukage, o Jokey Boy, e a derrota do ataque do mesmo. É estranho, sim, mas a poderosa técnica que o ex-Kiri evidencia é derrotada por um arquitectónico plano do Gaara. E, sendo fã de planos todos wow, fiquei bastante satisfeita pela qualidade deste.

Overall: 8/10. Penso que foi uma luta fantástica. Grandes técnicas, grande evolução como personagem, por parte do Gaara, desde o início da guerra. É apenas mais um começa-acaba de lutas, mas muito bom na mesma e encheu bem as expectativas.


E tu, o que achas? (:

Blog Archive

Popular Posts

Powered by Blogger.