Home » » [Review] Naruto Shippuden Ultimate Ninja Heroes 3

[Review] Naruto Shippuden Ultimate Ninja Heroes 3

Tendo surgido pela primeira vez em 2007, a série jogável Ultimate Ninja Heroes caracteriza-se pelas batalhas 2D em formato portátil, permitindo aos jogadores usufruir de um leque bastante agradável de personagens. A cargo da CyberConnect2, chega-nos o terceiro título: Naruto Shippuden Ultimate Ninja Heroes 3.

Quando comparado com os títulos anteriores, traz-nos diversas melhorias. Entre elas uma interface melhorada, um grafismo mais refinado e a possibilidade de batalhar entre quatro jogadores simultaneamente. Mas comecemos por pontos definidos.

No modo história introduziu-se um esquema denominado Master Road, que consiste no progresso passo-a-passo. Dessa forma os níveis são separados por pequenos quadrados em forma de esquema, em que existe uma linha principal (correspondente à história principal) e várias ramificações que nos conduzem a níveis bónus. Níveis esses que nos permitirão adquirir novos jutsus, wallpapers e outros extras que prometem elevar, ainda que de forma pouco inspirada, a longevidade do jogo.

 O modo história, mais conhecido por Master Road.

Quanto à história propriamente dita, Naruto Shippuden Ultimate Ninja Heroes 3 permite aos jogadores seguir a história do anime até ao aparecimento de Pain e ainda participar num enredo, que é uma espécie de filler, com a possibilidade de jogar em modo multiplayer. O prosseguimento na história é feito em cenários 2D, que ao fim de pouco tempo começam a mostrar-se aborrecidos e enfadonhos pois para além de se repetirem incessantemente aqueles que julgávamos já ter completado, os inimigos presentes não apresentam qualquer tipo de desafio. Porquê? Além de serem todos idênticos, raras são as vezes que partem para o ataque, ficando-se pelo arremessamento de armas. Dessa forma, facilmente os ignoramos e seguimos em frente, ou os derrotamos com relativa facilidade.

 Os cenários em 2D e os inimigos não apresentam qualquer tipo de desafio.

É de tal forma aborrecido que irão dar por vocês a desejar as batalhas, que felizmente constituem parte integrante da história. Estas apresentam um grafismo bastante agradável em cell-shading, como já referi, e idêntico aos cenários exploráveis da Master Road. No entanto, a jogabilidade é muito semelhante à adoptada nos jogos anteriores, diferenciando-se apenas pelo Special Move (após pressionar o botão triângulo seguido da bola). Isto torna as batalhas algo repetitivas, porém o ambiente frenético e divertido mantém-se. Algo que também foi implementado nesta terceira investida da CyberConnect2 foi a combinação de jutsus, quando ambas as personagens de uma mesma equipa possuem Special Moves compatíveis, como é o caso de Gaara e Kankuro.

Sand Tsunami: Poison, uma estranha combinação, mas eficaz. 

Quando falamos de batalhas a quatro jogadores, vemos algumas melhorias. Entre elas a inclusão de um multiplayer que permite abranger um maior número de jogadores e a presença dos jutsus combinados que pode levar a tácticas bem interessantes. Ainda assim, com muitas personagens em campo o ambiente torna-se algo confuso e os bugs começam a aparecer aqui e ali, em forma de danos não contados ou breves pausas no jogo. Mas eis que surge um factor realmente digno de destaque. O vasto leque de personagens que não atinge por pouco as 50. Podemos contar com a presença de Pain e toda a Akatsuki, team Hebi, Possessed Kabuto, Minato e respectivos pupilos, equipas de Konoha e senseis, entre muitos outros. Fica também a presença especial de dois personagens, nunca antes usados em jogos de Naruto: Student Naruto e Student Sasuke, que apesar de se vestirem de forma diferente, têm um gameplay idêntico aos originais.

 O vasto leque de personagens permite as mais variadas combinações no campo de batalha.

CONCLUSÃO
Naruto Shippuden Ultimate Ninja Heroes 3 é a terceira aposta da CyberConnect2 para este franquia de jogos, porém não foi de todo bem-sucedida. O modo história continua desinspirado, com falhas em termos de inimigos e cenários reciclados ao longo do jogo, e as inovações no gameplay são quase nulas. Ainda assim, o jogo irá proporcionar aos fãs de Naruto bons momentos, com um novo grafismo cell-shading, a possibilidade de reviver os episódios do anime e uma enorme possibilidade de escolha de personagens para as batalhas.


Grafismo refinado;
 Grande leque de personagens;
Modo de história que abrange uma boa parte do anime;
Batalhas a quatro jogadores…
…mas que infelizmente tornam o ambiente confuso e geram alguns bugs;
Cenários 2D enfadonhos e reciclados ao longo do jogo;
Inimigos pouco desafiantes;
Jogabilidade nada inovadora;


NOTA FINAL: 7.5

Blog Archive

Popular Posts

Powered by Blogger.